UPDATE | Chegada, Mudanças & Birras. 

Estou viva! Sobrevivemos!!
Apesar de eu já estar habituada a mudanças (este é o oitavo sitio para onde me mudo #nómada) esta foi a mudança. Família de 3 a mudar de país é dose e mesmo sem muitos pertences como mobílias ou máquinas, não deixa de ser stressante. 

Desde encontrar uma nova casa, coordenar datas, providenciar transportes,  até fazer com que tudo isto corra bem pelo menor custo possível, digo – vos que não será para repetir a proeza tão cedo.

Imaginem tudo isto com uma criança de 15 meses que decidiu fazer greve de fome, gritar porque sim e exigir estar ao colo da mãe 24/7.

*respira fundo*

Não é fácil.

A parte gira é ver-se formar o nosso novo canto, com coisas à  nossa escolha e começarmos a projetar os próximos tempos mais perto da família e dos amigos.

Mas tudo isto continua a dar imenso trabalho e eu sou aquela ave rara que nem sequer gosta de andar às voltas no ikea!

 Não tarda, começarei as limpezas e as arrumações e espero poder sentar-me, respirar fundo e dizer: já está!

Já só falta o quase!
A*

Standard

Adeus Espanha, Olá Portugal!

Depois de muito tempo a dizer que dificilmente voltaria para Portugal, eis que aparece uma oportunidade para me fazer ver que, independentemente do que pense, o “nunca” e o “sempre” são para evitar. Ainda assim, a minha convicção anterior é tão grande como a atual de que, neste momento, este é o caminho a seguir.

Dizem que o coração muda depois da maternidade, assim como a perspetiva sob a qual protejamos a nossa vida. Sim, é verdade. Além disso, este ano mostrou-me, em primeira mão, que a efemeridade da vida rodeia-nos mesmo quando não a vemos. De repente, o que era já não é e algo diferente terá, obrigatoriamente, de passar a ser. O meu filho tem a sorte de ter avós, bisavós e tios de ambos os lados, para não falar no número generoso de tios-avós e primos nos mais variados graus, pelo que, quero dar-lhe a possibilidade de crescer com a família e, como eu tive, a felicidade de ter muitos sítios onde passar fins-de-semana e divertir-se.

Como forma de amadurecimento e reconhecimento de que, o que pensava há 2 anos atrás, não é estanque nem define o futuro, cheguei (chegámos, que eu não vou sozinha, lol) à conclusão que o meu lugar é junto dos meus, para o bem e para o mal.

 

Sentimentalismos à parte, isto dá uma trabalheira do caraças e já comecei a arregaçar as mangas! Quem me segue no Instagram, já deve ter visto que ando com ideias de fazer um massive declutter à casa e, lógico, a mudança é um pretexto perfeito para embarcar nesta aventura que vai ser separar o que vai, o que fica e o que vai fora! 

Não está fácil, mas vai sair!

 

A*

Standard

UPDATE | Estar onde somos necessários.

update concept

Ainda não é desta que trago de volta os posts das fotos da semana nem nada que faça parte da “programação” normal aqui do sítio (como se isto fosse algo organizado e regular…).

Tenho estado ausente do blog porque acho, definitivamente, que devemos estar onde somos necessários.

Infelizmente, perdi um familiar muito próximo e durante este período de sofrimento e luto, foi preciso estar só e a 100% dedicada à minha família.

Sem distrações e sem tentar disfarçar o que é preciso ser vivido nestas alturas.

Porque acredito que há momentos na vida onde precisamos de deixar de olhar só para nós e para o nosso bem-estar e satisfação, de forma a podermos ser úteis onde e quando precisam de nós. Porque, às vezes, precisamos de guardar-nos na íntegra para certas situações, mesmo que sejam dolorosas.

Apesar do alívio superficial que me proporcionaria criar algum conteúdo aqui, não era aqui que eu fazia falta e preferi aplicar toda a minha energia onde realmente ela era necessária.

Agora, que os ventos começam a abrandar e o barco deve seguir, volto ao nosso espaço e agradeço a quem se mantém por aí.

Obrigada ❤

 

A*

 

 

Standard