Férias em Família | Como é que correu?

Férias em Família | Como é que correu?

beach-1449008_960_720

Ok, vou tentar não divagar muito mas, ao mesmo tempo, fazer de tudo para não me esquecer de nada!

Como sabem, este mês fizemos as primeiras férias a 3 em Itália. Entre Roma, Bari e Florença pretendíamos ver um pouco das cidades, mas também descansar e fazer as típicas férias de Verão. Como podem ver neste post, fiz de tudo para que esta aventura corresse minimamente bem e preveni-me do maior número de imprevistos possível.

O César está habituado a viajar, andar de avião, ambientes diferentes do dele, por isso, isso também não seria um problema, além disso, o facto de vivermos numa cidade grande como Madrid, sem carro e habituados a levar a cria para tudo o quanto é sítio de transportes/a pé também nos deixou confiançudos!

As férias iam ser giras, íamos conhecer sítios novos, o César ia ver a praia pela primeira vez e molhar aqueles pézinhos lindos que mais parecem duas almofadas…enfim, ia ser rejuvenescedor e trazer boas recordações…

 

…SÓ QUE NÃO!

 

Pois é, as “férias” foram um desafio para o qual não estávamos preparados e foi um mar de surpresas não muito agradáveis.

Desde locais completamente inacessíveis para carrinhos ou pessoas com mobilidade reduzida, multidões de turistas, praias sujas e com POMBOS, taxistas do pior que há neste mundo, bebé com uma alergia feia devido ao calor, a voos cancelados sem sabermos até chegar à hora do mesmo, aconteceu de tudo!

Tudo mesmo! E foram duas semanas e meia…eternas!

Focando um pouco na experiência do César, posso dizer que não repetiremos a proeza tão cedo ou, se o fizermos, será definitivamente por menos tempo. É o que o miúdo descobriu neste tempo que odiava o carrinho, o mei tai, a comida, os brinquedos e dormir era uma perda de tempo!

Estão a ver qual era o papel do pai e da mãe nesta história não é?

Agora, fora de brincadeiras, provavelmente aventuramo-nos demasiado com um bebé que, mesmo habituado a andar por aí estilo nómada, ainda é pequeno para tanta viagem. O imenso e húmido calor italiano não ajudou à festa e acabou por causar ainda mais um desconforto ao rebento, o que também acabou por nos privar de alguns *supostos* momentos de mais calma e tranquilidade como as idas à praia, por exemplo.

IMAG2314.jpg

E nós a pensar que a água do mar ia secar isto rapidamente quando fez, exatamente, o efeito contrário!

 

 

 

Em compensação vingamo-nos fortemente na comida que, como já sabia, é soberba!

Espero que tenham gostado do relato das férias que, agora em casa e em paz (lol), quase me pareceram engraçadas. Mas na realidade foi um terror.

Tirando as pizzas e os gelados, claro.

 

 

A*

 

 

 

Organização das Férias | Verão, viagens e um bebé!

Organização das Férias | Verão, viagens e um bebé!

Pela primeira vez fazemos férias típicas de Verão! Praia, piscina e chinelo no pé.

Ugh, nunca gostei deste tipo de férias, nunca foi o meu género. Eu queria era andar a tchilar na cidade, ver multidões, metrópoles e, se desse, fazer umas compritas.

MAS!

 

O que nunca me tinha ocorrido é que eu sempre vivi num sítio brindado por belas praias a 10 minutos de carro, onde o ritmo de vida é calmo *pasmaceira* e de onde sempre quis sair para ver esse mundo tão agitado e avançado!

…Até há bem pouco tempo!

Como o cansaço é imensurável e como já tive a sorte de visitar muitos destinos como os que descrevo acima, está na hora e ir apanhar sol nestas pernas cor de lula!

É a primeira vez que faço férias destas e, ainda por cima, com um bebé! Ok, depois de panicar por 5 minutos por pensar não conseguir organizar a logística, respirei fundo e pus a cabeça a trabalhar.

Coube-me a mim organizar e planear tudo o que precisamos de levar, e de ter, durante a nossa estadia nas próximas duas semanas, pelo que, o primeiro passo é ver o que temos em casa em vez de correr para a rua para comprar coisas para levar.

Noutras alturas, terias comprado uma data de trapos e coisas de praia só porque sim, mas como continuo a moderar o consumismo e a dar o máximo uso ao que já tenho, não comprei nada. Nem o bikini de cintura alta que eu queria. Para quê se tenho ali um perfeitamente funcional?

Para o Mr. pouca coisa foi precisa também, e para o César também não comprei nada. Tudo o que temos em casa serve para levar e utilizar perfeitamente por algum tempo:

  • Fraldas
  • Fraldas para a água
  • Toalhitas
  • Protetor solar
  • Creme hidratante
  • Roupa de banho
  • Chinelos/ sandálias

A única coisa que precisei mesmo de comprar foram toalhas de praia que aqui os citadinos não tinham!

Fora tudo isto, o que me andava a moer o juízo a sério era a comida do César. Como sabem, ele tem 11 meses e no que diz respeito a sólidos, vai picando sem grande interesse, o que torna esta coisa toda menos fácil. Não quero andar a pedir para lhe fazerem sopas em sítios que não conheço porque não só me arrisco a ter uma sopa insípida, como a ser obrigada a dar ao miúdo a mesma coisa todos os dias. Comida de boião também estava fora de questão porque ele detesta, e eu também não me estou a ver a dar comida embalada todos os dias.

Posto isto, e como só os primeiros 4 dias é que serão mais desafiantes no que diz respeito às refeições do pequeno, decidi por-me a mexer:

20507869_1651651568210044_7027425785207272834_o.jpg

Vou levar a comida congelada!

 

É a única maneira que tenho de garantir que come bem, variado, saudável e o que precisa. Assim, pode ir picando do que é nosso, se quiser, mas se não quiser, pelo menos, está alimentado.

O resto dos preparativos passa apenas por lavar roupa, arrumar e limpar a casa a fundo (porque eu gosto de chegar a casa e tê-la num brinco) lavar as forras do carrinho, lavar o mei tai, e fazer as malas!

 

A ver se é desta que descanso :p!

 

Boas férias ❤

 

A*