Férias em Família | Como é que correu?

Férias em Família | Como é que correu?

beach-1449008_960_720

Ok, vou tentar não divagar muito mas, ao mesmo tempo, fazer de tudo para não me esquecer de nada!

Como sabem, este mês fizemos as primeiras férias a 3 em Itália. Entre Roma, Bari e Florença pretendíamos ver um pouco das cidades, mas também descansar e fazer as típicas férias de Verão. Como podem ver neste post, fiz de tudo para que esta aventura corresse minimamente bem e preveni-me do maior número de imprevistos possível.

O César está habituado a viajar, andar de avião, ambientes diferentes do dele, por isso, isso também não seria um problema, além disso, o facto de vivermos numa cidade grande como Madrid, sem carro e habituados a levar a cria para tudo o quanto é sítio de transportes/a pé também nos deixou confiançudos!

As férias iam ser giras, íamos conhecer sítios novos, o César ia ver a praia pela primeira vez e molhar aqueles pézinhos lindos que mais parecem duas almofadas…enfim, ia ser rejuvenescedor e trazer boas recordações…

 

…SÓ QUE NÃO!

 

Pois é, as “férias” foram um desafio para o qual não estávamos preparados e foi um mar de surpresas não muito agradáveis.

Desde locais completamente inacessíveis para carrinhos ou pessoas com mobilidade reduzida, multidões de turistas, praias sujas e com POMBOS, taxistas do pior que há neste mundo, bebé com uma alergia feia devido ao calor, a voos cancelados sem sabermos até chegar à hora do mesmo, aconteceu de tudo!

Tudo mesmo! E foram duas semanas e meia…eternas!

Focando um pouco na experiência do César, posso dizer que não repetiremos a proeza tão cedo ou, se o fizermos, será definitivamente por menos tempo. É o que o miúdo descobriu neste tempo que odiava o carrinho, o mei tai, a comida, os brinquedos e dormir era uma perda de tempo!

Estão a ver qual era o papel do pai e da mãe nesta história não é?

Agora, fora de brincadeiras, provavelmente aventuramo-nos demasiado com um bebé que, mesmo habituado a andar por aí estilo nómada, ainda é pequeno para tanta viagem. O imenso e húmido calor italiano não ajudou à festa e acabou por causar ainda mais um desconforto ao rebento, o que também acabou por nos privar de alguns *supostos* momentos de mais calma e tranquilidade como as idas à praia, por exemplo.

IMAG2314.jpg

E nós a pensar que a água do mar ia secar isto rapidamente quando fez, exatamente, o efeito contrário!

 

 

 

Em compensação vingamo-nos fortemente na comida que, como já sabia, é soberba!

Espero que tenham gostado do relato das férias que, agora em casa e em paz (lol), quase me pareceram engraçadas. Mas na realidade foi um terror.

Tirando as pizzas e os gelados, claro.

 

 

A*

 

 

 

8 thoughts on “Férias em Família | Como é que correu?

  1. Para as próximas férias aconselho vivamente um país nórdico. Temos experiência de alojar pessoas com bebés pequenos e todos nós dizem o mesmo: que aqui é um paraíso para os mais pequenos. É realmente tudo feito a pensar neles e os finlandeses tem cerca de 3 filhos por casal. O bem estar de um bebé e criança é levado muitíssimo a sério aqui. Ao ponto de se levares o César no carrinho não pagares transportes nenhuns, por exemplo. Não temos grandes praias ou temperaturas altas, mas temos lagos com a água mais pura do mundo onde o menino pode molhar os pezinhos e brincar na areia! E oiço de mães estrangeiras que vivem ou visitam aqui que as lojas de bebé ou a secção de bebé no supermercado é tipo país das maravilhas. Claro que não posso atestar a 100% pois não sou mãe nem estou atenta às novidades relacionadas com bebés. De qualquer modo, tenho a certeza que será muito melhor no futuro! Ah, e são bem-vindos a ficar connosco quando quiserem passar por Helsinki!

    Liked by 2 people

    1. Definitivamente a considerar. Nem fazemos questão de temperaturas altas, só o suficiente para um banho nos lagos 🙂

      Quando ao ser bebé friendly, acredita que é uma super mais valia, depois de ter o César apercebi – me de que as maior parte das coisas não estão feitas para que possas andar com um bebé, o que é um problema que se traduz noutros problemas maiores como a ideia de que se tens un filho a tua vida social acabou porque, como vês, não há lugar para bebés nos sítios onde andam as pessoas “normais”. Enfim, tudo coisas que dão que pensar e que revoltam.
      Obrigada pela sugestão ❤

      Liked by 1 person

  2. Lamento a má experiência! Nós também andamos a adiar fazer férias com o Simão por causa dos imprevistos (que há sempre…) Iamos acampar todos os anos para Porto Corvo, mas não estou a ver o saguim doméstico a aceitar ficar deitadinho a dormir na tenda… (neste momento está deitado no chão do quarto a bater na porta porque não quer ir para a cama, vai ser preciso ir lá mais uma ou duas vezes e dizer assertivamente “já para a cama”…enfim…). São fases da vida e quando as birras pioram e tudo é difícil penso sempre na minha irmã mais velha que já tem filhos com 12 e 9 anos e já vão a concertos todos juntos (concertos a sério, não o raio do Festival do Panda) e passear por monumentos e vilas, etc. Lá chegaremos!

    Liked by 1 person

    1. Também já fui umas quantas vezes acampar a porto covo em miúda :p

      Quanto às férias, foi uma tentativa super falhada. Serviu para ver que, pelo menos neste aspeto, mudanças grandes serão necessárias. Mas é como dizes, são fases da vida e passam rápido, apesar de as vezes parecerem eternas. Tipo quando não querem ir dormir lol.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s