Baby Loading…100%! | Relato do Parto.

Baby Loading…100%! | Relato do Parto.

Na continuação do post anterior onde digo que acordei com uma descarga de água quente a descer pelas pernas abaixo, escusado será dizer que foi hora de rumar ao hospital.

Antes disso, pedi ao Mr. que me fosse buscar uma toalha porque as águas tinham rebentado. Li em imensos sítios que o rebentar das águas não era aquele jacto que aparecia nos filmes, mas sim um pouco de líquido que sentíamos sair.

…Pois no meu caso, amigues, foi uma cascata! Estive horas a perder imenso líquido mas mantive-me sempre fresca e fofa!

Antes de sair, ainda tomei um duche, ajeitei-me minimamente (sim, passou-me pela cabeça maquilhar-me mas algo me disse que era melhor não!) agarrei na mala e saímos.

O processo de entrada no hospital foi smooth e fiquei logo lá, não fosse o César querer sair logo! Ás 17:30 estava já no quarto, equipada e à espera.

A partir das 3:00 comecei a sentir contracções de 5 em 5 minutos (finalmente soube como eram) mas aguentei-as bem…estive neste constante inspira/expira até ás 7:00 e, apesar da dor, estava bem.

A essa mesma hora levaram-me para a sala de dilatação e administraram-me logo a epidural. Sim, não me importava de ter algumas dores, como tinha tido na madrugada desse dia, mas já era suficiente!

Depois de um dia inteiro à espera que o menino decidisse sair, muito toque, e umas pernas que não se mexiam…começou o meu calvário!

Tudo o que fiz foi esperar. Esperar sem nunca ter ideia de quando é que ia dar à luz.

Fui induzida, dilatei até ao fim, treinei os empurrões e nada! Ao final da tarde começo a sentir dor, muita dor, nas costas. Uma dor contínua, cortante a que nada ajudou o meu corpo exausto, meio dormente, cheio de sede e fome.

À festa juntaram-se contracções rápidas e extremamente dolorosas que só pioravam aquela dor que eu tinha nas costas. Depois do desespero, vem a minha frustração:

Eu escolhi não passar por aquilo, mas de tanto espera aqui e espera ali, já nada fazia efeito!

Depois de comer o pão que o diabo amassou e pensar que ia morrer ali, lá alguém se lembrou que tínhamos de fazer uma cesariana de urgência!

Lembro-me de não me conseguir mexer, de tantas dores, e de ser levada para o bloco operatório onde uma médica muito gentil me explicou o que se ia passar:

Iam cortar-me mas eu não ia sentir dor, ia só sentir mexerem-me nas entranhas (!!!!) mas nada de especial.

Aquela remexida começou a incomodar-me e lembro-me de ter começado a queixar-me…a gritar! Até que veio uma máscara na direção da minha cara e cala-te lá Andreia, que ‘tamos cheios de t’oubire!

 

Já estava, o meu filho já não estava dentro da minha barriga!

img-20160826-wa0006-j5pg

 

O César nasceu ás 23:25 do dia 25 de Agosto, com 3.600kgs e 50cms!

 

 

Convém frisar que foi a minha primeira cirurgia e aquela moca depois de acordar da anestesia é qualquer coisa!

  • Tenho frio.
  • Não consigo parar de tremer!
  • Não controlo o que penso nem o que digo.
  • Estou a gritar?
  • ONDE ESTÁ O MEU FILHO?
  • De repente, sinto-me faladora e bem disposta.
  • Choro, choro muito.
  • ONDE ESTÁ O MEU FILHO?
  • E O MEU MARIDO?

 

Ok, entretanto caí em mim e chorei, chorei muito. Não só da pedrada e da emoção do momento mas também porque me apercebi que não tinha estado com o meu marido, que não ia passar a noite com o meu bebé e que mal o tinha visto.

Em vez de tudo isso, passei a noite toda entubada, a oxigénio, cheia de febre e tensão alta.

O Mr. conseguiu ir ver-me, against all odds, e confirmou que o nosso bebé estava bem e ele também, apesar de tudo o que se passou.

Nunca vou conseguir exprimir o amor e a gratidão que sinto por tê-lo tido sempre a meu lado, a apoiar-me e a dar-me força! Obrigada, amor ❤

Quando, finalmente, fui para o quarto onde ia ficar nos próximos dias, os 10 minutos que esperei pelo meu baby pareceram-me eternos!

Assim que o vi, o meu coração disparou e só pensava: eras tu que estavas aqui dentro, malandro!

 

E assim acabou, por fim, toda a odisseia do parto! Finalmente o César já estava connosco e acabou tudo bem ^_^!

A maior lição que aprendi é que cada parto é um parto e, por muito que vás a pensar que vai correr assim ou assado, prepara-te! Pode não ser assim, por isso, muita força e coragem! Pode até correr melhor do que imaginas ❤

Dores paridas, dores esquecidas!

(Sim, porque o cérebro apaga as memórias de forma a que não fiquemos traumatizadas!)

A*

7 thoughts on “Baby Loading…100%! | Relato do Parto.

    1. Eu todos os dias praticamente, “tenho de ir ao blog para comentar”. Mas depois, aparece sempre algo. E o depois fica para depois. depois e depois. Mas pronto. Aqui estou eu! lolol
      Andreia! Quando li o teu relato fiquei :O Deu mesmo para “viver” o acontecimento. Sofreste muito e foste grande corajosa! Parabéns pelo teu baby lindo e espero que estejas melhor ❤

      Liked by 1 person

      1. Olá Joana! Já estou fina, obrigada! Foi difícil sim, mas já passou 😀 espero que esteja tudo bem contigo e com o teu indiozinho ^^! PS – comi cachupa nos dias que antecederam ao parto e lembrei me de ti hehe

        Gostar

  1. Parecia que estava lá, descreveste cada momento, cada emoção, cada dor..revivi o meu parto, mas sem as contracções pois foi logo cesariana. O acordar desorientada, a pedrada e a primeira vez que vemos aquele ser, que durante nove meses carregamos.
    Muitas Felicidades ❤ ele é lindo e tenho a certeza que vai ser um bebé muito feliz 🙂
    Beijinhos ❤

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s