Birchbox | Agosto ’16

Birchbox | Agosto ’16

Felizmente, a Birchbox costuma chegar mesmo nos primeiros dias do mês!

Digo isto porque, a certa altura, estava super entusiasmada com os produtos de higiene que ia levar para a maternidade. Não sei, deu-me para aquilo.

Não raras vezes, a Birchbox costuma trazer produtos de cuidado da pele (tanto rosto como corpo) que considero de grande qualidade, seja pela eficácia dos mesmos, aroma, ou política da marca em questão.

A edição de Agosto trouxe:

p1610602.jpg
Sabonete Artesanal de Leite de Camela – Almara.

 

Ao que parece, o leite de camela é dos ingredientes cujos benefícios são conhecidos, e apreciados, desde a época da Cleópatra, assídua utilizadora do mesmo.

Ideal para tratamento de eczemas, acne ou psoríase, portanto, perfeito para epeles sensíveis. Ainda não utilizei, mas certamente será um grande amigo este Inverno.

 

pdp_anatomicals_coco_mango_bodylotion
Loção Corporal de Manga & Côco – anatomicals.

 

 

Eis um produto que, assim que o vi, foi direitinho para a necessáire.  Não sou grande apreciadora de aromas a frutas, mas no Verão abro exceções e esta loção, realmente, tem um cheiro delicioso.

De rápida absorção, serviu exactamente o propósito que lhe dei, resultando numa pele hidratada, macia e cheirosa em poucos minutos.

 

 

poredermabrasion_1000x1000px_1_
Exfoliante Facial – PoreDermabrasion – dr. brandt

Promete uma dermoabrasão de luxo, actuando duplamente sobre a pele. Um exfoliante mecânico e químico que visa unificar a pele, eliminando purezas e diminuíndo poros, tornando-se num dos produtos de beleza muito requisitados entre celebridades.

Mais um na lista de espera para utilização. Tenho expetativas muito altas, devo dizer.

 

 

marcelle_bb-cream-illuminator-golden-glow_1500x1500

 

 

Andava, frenéticamente, à procura de um BB cream, mas nenhum me enchia as medidas.

Não é o primeiro produto da Marcelle que a Brichbox envia e, confesso, que estou a ficar fã.

Boa cobertura, o tom adapta-se bem à pele misturando-se perfeitamente e não é nada oleoso. Um bom BB Cream, portanto. Só não gosto do cheiro, mas também desaparece rápidamente.

 

 

 

 

Já tenho em mãos a edição de Setembro, mas essa ficará para outro post!

 

A*

 

Baby Loading…100%! | Relato do Parto.

Baby Loading…100%! | Relato do Parto.

Na continuação do post anterior onde digo que acordei com uma descarga de água quente a descer pelas pernas abaixo, escusado será dizer que foi hora de rumar ao hospital.

Antes disso, pedi ao Mr. que me fosse buscar uma toalha porque as águas tinham rebentado. Li em imensos sítios que o rebentar das águas não era aquele jacto que aparecia nos filmes, mas sim um pouco de líquido que sentíamos sair.

…Pois no meu caso, amigues, foi uma cascata! Estive horas a perder imenso líquido mas mantive-me sempre fresca e fofa!

Antes de sair, ainda tomei um duche, ajeitei-me minimamente (sim, passou-me pela cabeça maquilhar-me mas algo me disse que era melhor não!) agarrei na mala e saímos.

O processo de entrada no hospital foi smooth e fiquei logo lá, não fosse o César querer sair logo! Ás 17:30 estava já no quarto, equipada e à espera.

A partir das 3:00 comecei a sentir contracções de 5 em 5 minutos (finalmente soube como eram) mas aguentei-as bem…estive neste constante inspira/expira até ás 7:00 e, apesar da dor, estava bem.

A essa mesma hora levaram-me para a sala de dilatação e administraram-me logo a epidural. Sim, não me importava de ter algumas dores, como tinha tido na madrugada desse dia, mas já era suficiente!

Depois de um dia inteiro à espera que o menino decidisse sair, muito toque, e umas pernas que não se mexiam…começou o meu calvário!

Tudo o que fiz foi esperar. Esperar sem nunca ter ideia de quando é que ia dar à luz.

Fui induzida, dilatei até ao fim, treinei os empurrões e nada! Ao final da tarde começo a sentir dor, muita dor, nas costas. Uma dor contínua, cortante a que nada ajudou o meu corpo exausto, meio dormente, cheio de sede e fome.

À festa juntaram-se contracções rápidas e extremamente dolorosas que só pioravam aquela dor que eu tinha nas costas. Depois do desespero, vem a minha frustração:

Eu escolhi não passar por aquilo, mas de tanto espera aqui e espera ali, já nada fazia efeito!

Depois de comer o pão que o diabo amassou e pensar que ia morrer ali, lá alguém se lembrou que tínhamos de fazer uma cesariana de urgência!

Lembro-me de não me conseguir mexer, de tantas dores, e de ser levada para o bloco operatório onde uma médica muito gentil me explicou o que se ia passar:

Iam cortar-me mas eu não ia sentir dor, ia só sentir mexerem-me nas entranhas (!!!!) mas nada de especial.

Aquela remexida começou a incomodar-me e lembro-me de ter começado a queixar-me…a gritar! Até que veio uma máscara na direção da minha cara e cala-te lá Andreia, que ‘tamos cheios de t’oubire!

 

Já estava, o meu filho já não estava dentro da minha barriga!

img-20160826-wa0006-j5pg

 

O César nasceu ás 23:25 do dia 25 de Agosto, com 3.600kgs e 50cms!

 

 

Convém frisar que foi a minha primeira cirurgia e aquela moca depois de acordar da anestesia é qualquer coisa!

  • Tenho frio.
  • Não consigo parar de tremer!
  • Não controlo o que penso nem o que digo.
  • Estou a gritar?
  • ONDE ESTÁ O MEU FILHO?
  • De repente, sinto-me faladora e bem disposta.
  • Choro, choro muito.
  • ONDE ESTÁ O MEU FILHO?
  • E O MEU MARIDO?

 

Ok, entretanto caí em mim e chorei, chorei muito. Não só da pedrada e da emoção do momento mas também porque me apercebi que não tinha estado com o meu marido, que não ia passar a noite com o meu bebé e que mal o tinha visto.

Em vez de tudo isso, passei a noite toda entubada, a oxigénio, cheia de febre e tensão alta.

O Mr. conseguiu ir ver-me, against all odds, e confirmou que o nosso bebé estava bem e ele também, apesar de tudo o que se passou.

Nunca vou conseguir exprimir o amor e a gratidão que sinto por tê-lo tido sempre a meu lado, a apoiar-me e a dar-me força! Obrigada, amor ❤

Quando, finalmente, fui para o quarto onde ia ficar nos próximos dias, os 10 minutos que esperei pelo meu baby pareceram-me eternos!

Assim que o vi, o meu coração disparou e só pensava: eras tu que estavas aqui dentro, malandro!

 

E assim acabou, por fim, toda a odisseia do parto! Finalmente o César já estava connosco e acabou tudo bem ^_^!

A maior lição que aprendi é que cada parto é um parto e, por muito que vás a pensar que vai correr assim ou assado, prepara-te! Pode não ser assim, por isso, muita força e coragem! Pode até correr melhor do que imaginas ❤

Dores paridas, dores esquecidas!

(Sim, porque o cérebro apaga as memórias de forma a que não fiquemos traumatizadas!)

A*

Baby Loading…Diário da Gravidez | Semana 35 a 40

Baby Loading…Diário da Gravidez | Semana 35 a 40

O peso da barriga aumentava de dia para dia, e além de andar tipo pinguim, nem sequer conseguia andar muito tempo seguido!

Ainda assim, super grávida, continuava sem grandes demonstrações de “epah coitada, deve estar mesmo quase” que significa: inchaços!

De resto, pude sempre contar com o palpite do transeunte que sempre se achou no direito de me dizer que ia ter 7 gémeos, que ia nascer com barba, que ia nascer no dia em questão, e que NUNCA na vida ia nascer na data prevista.

Ok. Passei só a dar aquele sorriso amarelo. Não é ofensivo, é só chato e, realmente, não tenho uma resposta para tais observações sem ser sorrir e encolher os ombros.

A partir da semana 37 comecei a sentir que estávamos mesmo a entrar no ínicio do fim!

Um belo dia, as minhas sandálias deixaram de assentar bem no pé… Omg, não…os pés estão a inchar!!!
Apesar de saber se algo normal, este era um dos meus maiores receios! Por muito que abracemos as mudanças pelas quais o nosso corpo sofre na gravidez, esta era uma transformação pela qual não queria muito passar.

Não fiquei irreconhecível nem nada que se pareça, mas só serviu para aumentar a minha ansiedade pelo dia do parto e para tê-lo cá fora.

O dia 20 de Agosto chegou e ele…nada! De indução marcada para dia 30, só me restava esperar que ele quisesse vir conhecer-nos antes.

Até que, depois de uma grande caminhada, (que fiz com algum frequência nos últimos dias) chegada a casa, e ir direta para a cama para uma merecida sesta, sinto uma descarga de água quente a descer por mim abaixo…

Já devem calcular o que veio a seguir! Para saber, continuem por aqui ❤

 

A*